arte com quatro fotos com tipos de telas sintéticas

Compartilhe este post

Telas sintéticas para filtração e separação

As telas sintéticas de monofilamentos são utilizadas nos mais diversos sistemas de filtração e separação, desempenhando funções de suma importância para o resultado final pretendido.

As telas sintéticas de monofilamento são desenvolvidas para atender às necessidades de cada processo e a correta especificação do material contribui para otimizar o desempenho dos equipamentos onde serão instaladas.

Para aplicações na indústria, as telas sintéticas podem ser confeccionadas em vários formatos e modelos, como peneiras, coadores, elementos filtrantes especiais e esteiras, utilizadas como componentes indispensáveis nos equipamentos de filtração, separação, secagem, desidratação e transporte.

As telas sintéticas mais utilizadas na indústria são as telas de poliéster e as telas de poliamida. Também existem outros tipos de telas que são aplicadas em processos específicos, como as telas de PPS, as telas de polipropileno, as telas de polietileno e as telas de fluorine.

As propriedades das telas sintéticas são obtidas através da correta seleção da matéria-prima que compõem o fio de monofilamento, do tipo de construção da tela, do tratamento e acabamento final. Esses fatores irão conferir às telas sintéticas características específicas visando otimizar o desempenho do produto em cada aplicação.

Entre as propriedades exigidas das telas sintéticas para as indústrias estão:

  • abertura ou permeabilidade;
  • capacidade de retenção de sólidos;
  • preservação da estabilidade durante a exposição à luz, ao calor ou à umidade;
  • resistência a produtos químicos (solventes, detergentes e oxidante);
  • estabilidade mecânica (deformação mínima quando exposta a tração permanente);
  • resistência à abrasão;
  • facilidade de desprendimento da torta e limpeza.

Cada tela sintética pode apresentar uma, várias ou todas as propriedades listadas acima. O processo de elaboração da tela irá determinar as características técnicas.

A ampla gama de possibilidades viabiliza a utilização da tela sintética nos mais variados setores e segmentos industriais.

Tela sintética para a indústria alimentícia

As telas sintéticas são utilizadas em prensas, secadores, estufas e equipamentos de desidratação, congelamento, separação e classificação de sólidos, filtração de líquidos, óleos, géis ou pastas durante o processo de produção.

Na indústria alimentícia, as telas sintéticas também podem ser empregadas para proteção e controle de pragas.

Tela sintética para a indústria farmacêutica

A indústria farmacêutica utiliza as telas sintéticas para os processos de peneiração, separação de partículas e filtragem de líquidos, xaropes, óleos, géis ou pastas.

A aplicação das telas sintéticas de alta qualidade contribui para processos mais eficientes.

Tela sintética para a indústria de açúcar e etanol

Na indústria sucroalcooleira as telas sintéticas são muito usadas nos sistemas de filtragem e separação.

Os processamentos realizados com a peneira linear e com os filtros industriais utilizam as telas sintéticas para otimizar a filtragem e a separação.

As telas sintéticas também são aplicadas em filtros que integram o sistema de tratamento de efluentes.

Tela sintética para a indústria calçadista

As telas sintéticas utilizadas na indústria de calçados são desenvolvidas para atender às necessidades de cada setor de produção ou de tratamento de resíduos.

No transporte dos produtos e em processos de acabamento, tingimento e coleta de resíduos, as telas são utilizadas em esteiras e filtros.

Tela sintética para a indústria de papel e celulose

As telas sintéticas fazem parte de vários processos na indústria de papel e celulose.

A secagem do papel e o tratamento de efluentes na indústria papeleira são algumas das aplicações das telas sintéticas.

Tela sintética para a indústria de mineração e siderurgia

A mineração e a siderurgia utilizam vários tipos de telas em todo o processo, especialmente uma ampla gama de telas metálicas, porém, também existem etapas que são executadas com telas sintéticas.

A filtragem, a secagem, a separação e a peneiração são exemplos de processos realizados com a tela sintética.

A tela de poliéster com malha espiral contribui com a remoção de resíduos e tratamento da lama e dos efluentes gerados durante a produção.

Tela sintética para a indústria de química e de fertilizantes

A produção de químicos e fertilizantes aplica a tela sintética para executar a filtragem e a separação de partículas.

No desenvolvimento de novas tecnologias de fertilizantes, as telas são utilizadas em esteiras para estufas e fornos.

Tela sintética para o tratamento de efluentes industriais

A tela sintética está presente em caixas filtrantes, filtros prensa, prensas desaguadoras e em outros processos de tratamento de efluentes.

As variadas configurações originam lonas, telas espirais, espinha de peixe e malha quadrada que atendem às diversas condições de uso para filtragem e separação.

Utilização das telas sintéticas

As telas sintéticas estão presentes nos mais variados setores industriais para contribuir com uma ampla lista de processos.

Em todos os setores, o desempenho é determinado por um conjunto de fatores que inclui a escolha da tela certa para a aplicação, a regulagem adequada do equipamento, a observação, o acompanhamento das condições de realização do processo dentro dos padrões técnicos e a substituição das telas no período recomendado.

A ampla variedade de configuração das telas sintéticas permite a utilização do tipo mais apropriado à situação.

A cada ano a composição das telas sintéticas é aprimorada. Os acabamentos com termosselagem e aplicação de resina contribuem para a apresentação de modelos ainda mais resistentes e com alta qualidade.

 

Leia também:

Telas sintéticas para a indústria de alimentos
Tipos de telas sintéticas

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

sete + quatro =