Várias imagens de tecido de fibra de vidro revestido com PTFE antiaderente - popularmente conhecido pela marca Teflon

Compartilhe este post

PTFE para aplicações industriais

O PTFE está incorporado em inúmeros processos devido às características técnicas. Além de ser antiaderente, o PTFE é extremamente estável, o que proporciona versatilidade muito grande, permitindo sempre novas possibilidades de aplicação.

Desde a década de 1950, quando o PTFE começou a ser conhecido mundialmente, foram fabricados milhares de utensílios de cozinha e equipamentos industriais revestidos com esse material.

O PTFE é utilizado em aviões, carros, próteses dentárias, utensílios domésticos, roupas, lentes de contato e até mesmo na bomba atômica lançada em Hiroshima, no Japão, foi utilizado PTFE. Tudo isso é possível devido ao índice de estabilidade molecular.

O PTFE raramente reage com outras moléculas, isso proporciona resistência a diversas substâncias, inclusive às corrosivas.

O que é o PTFE?

O PTFE é politetrafluoretileno composto de macromoléculas, ou seja, é um polímero que foi descoberto acidentalmente em 1938, pelo químico Roy Plunkett, durante suas tentativas de criação de um gás para refrigeração, que seria utilizado em geladeiras, substituindo o CFC (clorofluorcarbono).

O Politetrafluoretileno (PTFE) ficou popular no mundo todo com o nome Teflon®, marca registrada em 1945 pela DuPont.

Características do PTFE:

  • resistência química;
  • antiaderência;
  • resistência à alta temperatura (até 260 °C);
  • baixo coeficiente de atrito;
  • isolamento elétrico;
  • impermeabilização de roupas mantendo a respirabilidade.

As propriedades químicas, elétricas, mecânicas, térmicas e físicas do PTFE possibilitam uma infinidade de aplicações permeando as mais variadas áreas industriais.

PTFE no processamento de alimentos

O tecido impregnado com PTFE é muito utilizado nos processos de preparo dos mais variados tipos de alimentos, estando presente desde os preparos da culinária simples até a mais sofisticada.

PTFE para proteção da grelha de churrasqueira

Utilizar a grelha fica mais prático quando os alimentos não grudam e podem ser preparados facilmente com a ajuda da manta antiaderente para churrasqueira.

A manta antiaderente para churrasqueira é fabricada em fibra de vidro revestida com politetrafluoretileno (PTFE) atribuindo características únicas para aplicação em grelhas, facilitando o preparo dos alimentos.

A aplicação da manta antiaderente para churrasqueira mantém o calor uniforme na área dos grelhadores enquanto evita que os alimentos grudem na superfície.

A utilização da manta com PTFE proporciona uma superfície antiaderente contínua, resistente à alta temperatura e a impregnação do óleo.

Correia revestida de PTFE para a indústria de tortilha, pizza e pão sírio

Várias amostras de tecidos revestidos com PTFE antiaderente A correia de fibra de vidro revestida com PTFE acelera a produção e reduz custos da indústria de tortilha, pizza e pão sírio devido à superfície antiaderente e à boa resistência mecânica.

O PTFE também evita que o óleo passe pela correia, enquanto mantém a transferência de calor. Outra característica é a estabilidade dimensional superior que permite suportar o contato repetitivo com uma prensa térmica.

Esteira com PTFE para cozinhar a vapor

Esteira antiaderente com PTFE para cozinhar a vapor otimiza o processo de preparo dos alimentos, contribuindo com o desempenho do setor industrial.

Para produção industrial de carne seca, a esteira com PTFE oferece o suporte ideal com a superfície antiaderente e a estabilidade mecânica que permite realizar plenamente a função de conduzir a carne pelo processo de desidratação, distribuindo o calor de maneira uniforme.

Torragem de pão vertical e horizontal

A solução perfeita para efetuar a torragem do pão de forma eficiente e prática é utilizar a correia e folha de liberação revestida de PTFE. Esse material atende os mais variados modelos de máquinas com tamanhos e acabamentos personalizados.

A superfície antiaderente e a excelente propriedade de transferência de calor contribuem para o desempenho da máquina de torrar pão.

Esteira de secagem a vácuo e liofilização

A esteira revestida de PTFE de grau alimentício atende o ambiente de secagem a vácuo e liofilização de produtos farmacêuticos e alimentos que estão sujeitos a rígidas regulamentações de higiene.

A composição da esteira revestida de PTFE proporciona uma superfície antiaderente que permite a fácil remoção e suporta congelamento.

A esteira revestida de PTFE de grau alimentício assegura a liberação dos produtos secos. A malha da esteira está disponível em diferentes aberturas para atender necessidades específicas da sua utilização.

Esteira antiaderente com PTFE para produção de ração

Esteiras antiaderente com PTFE é a solução para liberar a ração durante a produção e o cozimento.

A estrutura que utiliza a esteira de PTFE pode conduzir o componente pelo processo até atingir o nível de umidade necessário para se tornar ração. A esteira de PTFE resiste ao calor e ao resfriamento, possibilitando maximizar a produção da máquina e minimizar o tempo de inatividade na produção.

Indústria têxtil

Na indústria têxtil o tecido de fibra de vidro revestido com PTFE permite realizar processos específicos com mais eficiência e praticidade durante a produção.

O desenvolvimento do setor e a automação exigiram materiais com propriedades específicas, como antiaderência, para viabilizar novas formas de produção.

Correia sem fim de PTFE para a indústria de vestuário

Na indústria têxtil a correia sem fim de PTFE desempenha a função de aferir o posicionamento exato das peças na máquina de fusão.

As máquinas de fusão também são usadas na indústria moveleira e automotiva para aplicar espaçadores de malha, espumas ou tecidos não tecidos ao couro.

O processo de fusão é um método importante de união de tecidos na fabricação de roupas. Esse processo é usado para prender a entretela ao tecido de camisas ou peças externas.

PTFE nos sistemas de secagem, embalagem e selagem

Os sistemas de embalagem e também os sistemas de secagem são mais eficientes com a presença de elementos versáteis que otimizam o processo de fabricação, por isso, a correia transportadora com PTFE é muito utilizada.

Correia transportadora com PTFE para secagem

Nos sistemas onde ocorre o processo de secagem com aquecimento constante, a correia transportadora revestida de PTFE substitui perfeitamente a correia de metal, com a vantagem de ser mais leve e oferecer a característica de antiaderência, aumentando o desempenho.

A correia transportadora com PTFE pode ser viável para todos os sistemas de aquecimento por oferecer uma superfície antiaderente, resistência ao calor, alta resistência mecânica e uma estrutura leve, reduzindo o peso que precisa ser suportado pelo equipamento.

Correias antiaderentes de fibra de vidro revestida de PTFE e acabamentos personalizadosCorreia transportadora para embalagem e selagem

Os sistemas de embalagem e selagem utilizam a correia transportadora revestida de PTFE para evitar que o polietileno grude no momento da termofixação.

A correia para embalagem é antiaderente proporcionando deslizamento constante para fluidez do processo.

Para contemplar os distintos processos de embalagem e selagem de produtos alimentícios, as correias estão disponíveis em versões resistentes a rasgos e porosas para embalagens flexíveis.

Correia para sistema de embalagem termorretrátil ou termoencolhível

A correia de fibra de vidro, revestida com PTFE cumpre perfeitamente a função de conduzir o material pelo túnel de aquecimento para o encolhimento do plástico.

Esse processo faz o plástico contornar o produto perfeitamente, assumindo o formato do produto ou da embalagem que está revestido.

As embalagens termoencolhíveis são liberadas facilmente pela correia de fibra de vidro com PTFE.

Máquinas para corte e soldagem à quente na fabricação de plásticos

Os sistemas de soldagem a quente possuem grande velocidade para selagem. Para realização desse processo é necessário um tecido revestido de PTFE para suportar as altas temperaturas necessárias para a soldagem e para a liberação em tempo adequado.

A antiaderência proporcionada pelo PTFE assegura a rápida liberação das peças após a prensagem. Para a soldagem a quente, para fabricação de sacolas, existem tecidos de várias espessuras permitindo a escolha mais adequada ao processo.

Fechamento de sacolas e sacos plásticos

O tecido de fibra de vidro revestido com PTFE permanece aquecido durante o processo e, devido a sua propriedade antiaderente, assegura que os resíduos pegajosos não se acumulem na máquina de embalagem automatizada, durante a operação de selagem dos sacos plásticos.

As correias de fibra de vidro com PTFE proporcionam alta produtividade, economia de energia e melhor aparência da embalagem selada ou termoencolhida.

Máquinas de empacotamento

Os sistemas de empacotamento de produtos alimentícios utilizam as fitas de PTFE para realizar a selagem das embalagens.

Com propriedade antiaderente e boa transferência de calor, a fita de PTFE permite a termoselagem das embalagens rapidamente e não acumula resíduos ao longo do processo.

A fita de PTFE apresenta variações de largura, espessura e acabamento, permitindo a utilização nos diversos modelos de máquinas de empacotamento.

PTFE no processamento de plásticos e polímeros

O tecido de fibra de vidro revestido com PTFE é utilizado na fabricação de plásticos e polímeros devido à sua resistência à alta temperatura. Está presente nos processos de cura de espuma, fabricação de compósito reforçado com fibra de carbono e na elaboração de tecido não tecido.

Produção e cura de espuma

O processamento e cura da espuma conta com um excelente auxiliar: o tecido com revestimento de PTFE, que possibilita o transporte do material em altas temperaturas e evita a fixação do polimérico no tecido durante a cura.

Tanto o pano de fibra de vidro revestido com PTFE, quanto a correia de fibra de vidro revestida com PTFE podem atuar em ambientes com temperaturas de até 260 °C.

Correia de PTFE para tecido não tecido

Na fabricação do tecido não tecido, a correia transportadora de malha aberta ou correia sólida PTFE é utilizada no processo de colagem térmica devido à superfície resistente ao calor e a característica de antiaderência.

O revestimento de PTFE de alta qualidade atribui às correias transportadoras um desempenho de liberação confiável e duradouro para esta aplicação.

PTFE nos processos de impressão

Nos processos de impressão a utilização do tecido revestido de PTFE antiaderente atribui grande praticidade para a aplicação dos produtos e facilita a secagem sem borrar.

Impressão digital e secagem

Os sistemas de impressão digital necessitam de uma base antiaderente resistente ao calor para a superfície que conduz a peça até a impressão.

A correia transportadora com PTFE cumpre perfeitamente com todos os requisitos necessários para os ambientes de impressão digital e tradicional, resistindo a temperatura de até 260 °C.

Outras características relevantes da correia transportadora com PTFE são as propriedades de antiaderência e resistência a produtos químicos.

Fitas antiaderente para spray térmico

Rolos de fita antiaderente com PTFEA fita antiaderente revestida com PTFE para aplicação de máscara para spray térmico é muito utilizada nas técnicas de revestimento por pulverização térmica, como HVOF (High Velocity Oxygen Fuel – combustível de oxigênio de alta velocidade), pulverização de pó por chama, pulverização térmica em arco por fio, pulverização de chama por fio, pulverização de plasma e pulverização de gás frio.

As características técnicas da fita antiaderente revestida com PTFE possibilitam a aplicação em ambientes que exigem resistência a temperaturas elevadas à tensão.

A fita antiaderente revestida com PTFE com ou sem adesivo atende perfeitamente as condições de aplicação de spray térmico.

Forro de baixa fricção para impressora

Usados ​​como componentes da impressora, os revestimentos de baixa fricção fabricados em fibra de vidro com PTFE atuam como um rolamento de deslizamento linear nas impressoras de alta velocidade e alta produtividade.

O forro de baixa fricção para impressora facilita o movimento consistente e suave do papel ao longo de muitos ciclos, reduzindo a força de atrito necessária.

O revestimento pode ser usado continuamente ao longo de milhares de ciclos devido à excelente propriedade de antidesgaste.

PTFE no processamento e laminação de madeira

Os sistemas de processamento e laminação de madeira exigem cuidado para não comprometer a aparência ou gerar danos às peças criadas. O revestimento das superfícies com tecido de fibra de vidro com PTFE facilita o processo de colagem e contribui com a qualidade do produto final.

Processamento e laminação de madeira

Os tecidos revestidos com PTFE são uma excelente solução para uso no processo de laminação de filmes decorativos para produtos de MDF.

As múltiplas folhas de folheado, madeira compensada ou madeira maciça recebem um adesivo forte para unir as camadas durante o processo de laminação. O tecido com PTFE antiaderente é aplicado para facilitar a liberação da folha laminada sem prejuízo.

Indústria de pisos e tapetes

As produções de tapetes, capacho e pisos de luxo também utilizam o tecido de fibra de vidro com PTFE para viabilizar a criação e liberação das peças.

PTFE na fabricação de tapetes de borracha

A fabricação de piso de borracha ou carpete de nylon com revestimento de nitrilo utiliza a esteira de fibra de vidro revestida com PTFE antiaderente para conduzir os materiais durante todo o processo de cura e resfriamento.

A correia de fibra de vidro revestida com PTFE proporciona excelente liberação, resistência a produtos químicos e longa vida útil.

PTFE na confecção de capachos

No processo de produção dos capachos, a esteira de fibra de vidro com PTFE desempenha um papel fundamental no transporte para o ciclo de cura e liberação do produto.

A esteira de fibra de vidro com PTFE resiste a temperaturas elevadas e não sofre ação de elementos químicos, mantendo a estabilidade e oferecendo suporte apropriado para o itinerário de fabricação.

Liberação de piso de vinil de luxo

O piso de Vinil de Luxo (LVT – Luxury Vinil Tile) conquistou rápido o mercado da construção residencial e corporativa devido às características distintas dos pisos tradicionais, como a cerâmica e a madeira.

A folha de fibra de vidro com PTFE é utilizada como revestimento de liberação ou correia durante o processo de laminação de LVT.

A eficiência da propriedade antiaderente da folha de fibra de vidro com PTFE permite a liberação do piso vinílico de luxo sem avarias e com excelente qualidade estética.

PTFE na indústria automotiva

Na indústria automotiva o PTFE ou Teflon já está presente na fabricação e moldagem para compressão, fabricação de laminação térmica e na extrusão e cura de borracha.

Moldagem por compressão

As fábricas de peças automotivas utilizam a moldagem por compressão para produzir peças leves e de alta resistência.

A utilização da fita de PTFE ajuda a manter a alta capacidade de produção facilitando o processo de liberação das peças, além de proteger os moldes reutilizáveis.

A fita de PTFE resiste ao calor e também oferece resistência mecânica proporcionando a criação de um produto de alta qualidade.

PTFE na laminação térmica

Dois pedaços de tecido com PTFE antiaderenteDurante a fabricação de materiais compostos leves, utilizados na indústria automotiva, várias peças passam pela laminação térmica.

O tecido revestido com PTFE opera como antiaderente durante a laminação térmica de materiais decorativos, folhas orgânicas, polímeros fundidos, adesivos e outros.

No processo de laminação térmica, o tecido com PTFE é aplicado como uma folha de liberação ou correia transportadora devido à excelente resistência à temperatura e a superfície de fácil liberação.

Extrusão e cura de borracha

O processo de extrusão e cura da borracha precisa de superfícies antiaderentes e resistentes a temperaturas elevadas, por isso, o tecido revestido de PTFE é perfeito.

A esteira com PTFE apresenta superfície muito lisa e resistência à temperatura de até 260 ºC, podendo conduzir a borracha até o forno e posteriormente no processo de resfriamento.

A versatilidade de aplicação em temperaturas baixas e elevadas faz da esteira com PTFE a melhor opção para o processo de extrusão e cura da borracha.

Forro de baixa fricção para carburadores

O tecido revestido com PTFE antiaderente evita a fricção agindo como um forro que reduz o atrito, o que permite uma melhor resposta de transmissão. A utilização do tecido revestido com PTFE ajuda a tornar o carburador e os solenoides mais eficientes em energia.

A estruturação do tecido em fibra de vidro e o revestimento de PTFE antiaderente origina um composto leve e flexível que oferece desempenho de longa duração e ajuda na economia do automóvel, reduzindo o espaço e o peso.

PTFE na fabricação de compósitos de fibra de carbono

A folha de liberação para fabricação de compósitos de carbono otimiza a produção na indústria automotiva complementando etapas que resultam na montagem de portas, espelhos laterais e capôs.

O tecido de fibra de vidro com PTFE é utilizado como uma folha de liberação ou correia de liberação na produção de pré-impregnado de fibra de carbono, no processamento por prensa térmica, sistema de ensacamento a vácuo, entre outros.

Essas peças são fundamentais para reduzir o peso do veículo e precisam oferecer alta qualidade ao final do processo de fabricação.

PTFE na fabricação de pneus

As linhas de fabricação de pneus também contam com a praticidade do tecido de PTFE para facilitar a liberação do produto após o tratamento térmico.

Devido à estabilidade do tecido de PTFE é possível fazer a aplicação ao redor do rolo, formando um revestimento com propriedade antiaderente e resistente ao calor.

PTFE na indústria aeronáutica

As características de antiaderência e baixa constante dielétrica fizeram o tecido de fibra de vidro com PTFE ser utilizado nos processos de criação de peças e também como revestimento em pontos estratégicos nas aeronaves.

PTFE para fabricação de compostos de aeronaves

O processo de fabricação de componentes para aeronaves utiliza a fita de liberação para facilitar a retirada do molde.

A fita de liberação com PTFE é usada como referência em efeito antiaderente para a criação das peças.

A fabricação de compostos de aeronave exige que o tecido PTFE da fita de liberação seja poroso para que funcione também como um tecido de respiro, permitindo que o ar e os voláteis escapem. Essa estruturação assegura um processo mais eficiente e mais limpo.

PTFE na cobertura de radome PTFE

O tecido de fibra de vidro com PTFE é ideal para cobertura radome porque oferece baixa constante dielétrica, tangente de baixa perda e baixa interferência com frequências de micro-ondas.

Atua perfeitamente em dispositivos com terminal de satélite, radomes portáteis para VSAT, radomes planares flexíveis, Fly Away terminais de comunicação por satélite e antenas de comunicação por micro-ondas.

O tecido de fibra de vidro com PTFE contribui para que o radome execute alta transmissão, baixa reflexão e baixa absorção das ondas de radar.

PTFE na tubulação convoluta e isolamento

Devido à estabilidade da constante dielétrica do PTFE e à resistência mecânica da fibra de vidro, o tecido revestido com PTFE é o material ideal para blindar cabos elétricos e componentes individuais. Pode ser utilizado como envoltório de fio aeroespacial, bobina elétrica e isolamento de fase.

No isolamento elétrico com tecido de fibra de vidro com PTFE oferece excelente resistência mecânica, alta constante dielétrica, forte resistência química e ao calor de até 260° C.

O tecido revestido de PTFE para isolamento da tubulação é leve e também apresenta uma superfície de baixo atrito. Com todas essas características, atende às necessidades elétricas industriais mais exigentes, como a indústria aeronáutica moderna.

Os tecidos de PTFE também podem ser usados ​​como forros para as bobinas de ímãs supercondutores, a fim de reduzir o ruído e a vibração.

Processamento Químico

Os processos químicos exigem características específicas dos materiais utilizados. A estabilidade molecular do PTFE permite a aplicação com grande parte dos componentes químicos.

Teto flutuante de armazenamento

O tecido de fibra de vidro com PTFE possui a flexibilidade necessária para teto flutuante de armazenamento de petróleo, além de oferecer a compatibilidade química necessária, enquanto reduz as emissões de vapor.

A folha de fibra de vidro revestida com PTFE, também chamada de folha de Teflon, pode ser usada como forro de contenção no sistema de armazenamento.

Esse composto com PTFE é flexível e não poroso proporcionando uma longa vida útil e alta confiabilidade em armazenamento, contenção e processamento químico.

Tenda e bandeja para armazenamento de mercadorias perigosas

O tecido de fibra de vidro impregnado de PTFE é uma excelente solução para o armazenamento de produtos perigosos corrosivos, inflamáveis ​​e explosivos.

As características técnicas de antiaderência, resistência a produtos químicos e resistência a chamas permitem a elaboração de barraca ou bandeja, com confiabilidade superior para o armazenamento de mercadorias perigosas.

Outra vantagem do tecido de fibra de vidro com PTFE é a resistência mecânica e a longa duração.

Geração de energia

Apoiar a fabricação de peças, revestir, proteger e isolar são algumas das funções do tecido de fibra de vidro com PTFE na indústria de geração de energia.

Laminação de módulo solar

A característica de antiaderência permite a utilização dos tecidos de fibra de vidro com PTFE como revestimento em várias peças, assumindo a função de forro de liberação ou correia em processos de laminação a vácuo de módulo fotovoltaico.

A alta resistência mecânica e a facilidade de remoção dos produtos que o tecido de fibra de vidro com PTFE proporciona acaba impactando na redução do tempo de produção e no aumento da qualidade do módulo.

Liberação de pás de turbina eólica

A libertação das pás de turbinas eólicas também usa tecido poroso e tecido adesivo de PTFE.

Para essa aplicação é possível personalizar o tecido revestido de PTFE com uma porosidade equilibrada.

Os tecidos adesivos de PTFE também apresentam alta resistência mecânica e a facilidade de remoção do produto.

Tecido de fibra de vidro com PTFE para junta de expansão

O tecido de fibra de vidro com PTFE é usado como uma junta de expansão em usinas de energia movidas a carvão, fábricas de produtos químicos entre outros locais.

As características técnicas asseguram ao tecido a resistência a altas temperaturas, à corrosão e à vibração constante.

PTFE na produção de óleo e gás

Devido à propriedade superior de resistência a produtos químicos corrosivos e excelente resistência dielétrica, a fita adesiva de PTFE e a película adesiva de PTFE são usadas como material de revestimento para isolar cabos em campos de perfuração de petróleo.

Em muitos outros ambientes de trabalho agressivos na indústria de petróleo e gás, a fita adesiva de PTFE contribuiu para um ótimo desempenho.

Segmentos mais utilizados

No Brasil, o PTFE é mais popular nas indústrias no formato de esteiras, correias ou tecido antiaderente e nas cozinhas com os revestimentos antiaderente de inúmeros utensílios.

As pesquisas de desenvolvimento e aplicabilidade permitiram a expansão da utilização da fibra de vidro revestida com PTFE nos mais variados setores. Atualmente, o PTFE também reveste fibra de carbono, grafite, bronze, cerâmica, fluoreto de cálcio, entre outras substâncias, para suprir novas condições de aplicação.

Embora o PTFE seja mais conhecido pela marca Teflon, a sigla do elemento politetrafluoretileno segue se tornando cada dia mais popular e junto com a fibra de vidro está conquistando mais mercados, devido à praticidade que proporciona.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

4 + 9 =

Menu